História e Curiosidades sobre o Sorvete no Brasil e no Mundo

Existem vários mitos e contos sobre a história e invenção do sorvete. Entre lendas e fatos, foi criada uma cronologia, respeitada por grandes goumerts do mundo.

1110 A.C. - Os chineses descobriram uma maneira de conservar o gelo natural do inverno, para ser usado durante o verão. Construiam espessas caixas de gelo, com os blocos formados no inverno, que serviam como grandes geladeiras para guardar alimentos em baixa temperatura durante meses.

356 - 323 A.C. - Documentos mostram que Alexandre "O Grande", considerado um dos maiores generais da história mundial, enviava escravos até as montanhas em busca de gelo para se refrescar nas trincheiras da guerra.

54-68 D.C - O Imperador Nero Claudius Caesar, temido por sua crueldade, enviou grupos de escravos até as montanhas com o propósito de trazer neve para seus aperitivos. Ele a cobria com xaropes de fruta e mel para amenizar o calor. Suas receitas nunca foram encontradas. Os escravos que não conseguiam fazer o percurso, sem que a neve derretesse, eram executados.

1194 D.C - O Rei Ricardo "Coração de Leão" da Inglaterra retornou de suas cruzadas ao leste da Europa com uma receita de como fazer gelo de laranja, oferecida pelo sultão do Egito e da Síria.

1254 - 1324 D.C - Marco Pólo, o famoso marinheiro e comerciante de Veneza, conta em seu riquíssimo relato que os imperadores chineses costumavam deliciar-se com uma mistura gelada à base de farinha de arroz, açúcar e leite. Por isto, atribui-se à Marco Pólo a introdução das primeiras receitas de sorvete à base de leite que devido ao grande sucesso espalhou-se pela França, Alemanha e Inglaterra.

1533 D.C - Catherine de Medici, rainha da França nascida na Itália, trouxe na bagagem de sua lua-de-mel com o Duque D'Orleans receitas que os chefes de cozinha lhe serviam diariamente: gelos nos mais diversos sabores de fruta. Apesar da popularização dos gelos saborosos, durante quase um século, esses produtos eram privilégio de poucos.

1640 D.C - O rei da Inglaterra, Charles I, pagou para que o seu chefe de cozinha, o francês DeMirco, criasse um "creme gelado" devendo tal receita ser mantida em segredo. Em 1649, DeMirco vendeu a receita secreta para um grupo de nobres ingleses. Devido a dificuldade de se produzir "creme gelado" e a quantidade de gelo ser limitada pelo clima tal iguaria era fonte de prazer para poucos.

1768 D.C - "A Arte de se Fazer Sobremesas Geladas", Paris - França. Primeira publicação que revelava explicações para o fenômeno do congelamento da água e receitas para fabricação de sorvete. De fato, a partir dessa data o famoso "creme gelado" passou a ser comumente chamado de sorvete. Neste marco da história do sorvete foi descoberto que misturando os ingredientes antes do congelamento, o sorvete ficaria muito mais leve e saboroso.

1851 D.C - O sorvete chegou na América com os colonizadores, sendo implantado industrialmente nas cidades de Baltimore e Maryland (Eua). Atualmente, os maiores fabricantes de sorvete no mundo são os americanos.

1878 D.C - No Brasil o sorvete ficou conhecido quando dois comerciantes compraram 217 toneladas de gelo, vindas em um navio norte americano, e começaram a fabricar sorvete com frutas brasileiras. Na época não havia como conservar o sorvete gelado, por isso, tinha que ser consumido logo após seu preparo. Um anúncio avisava a hora exata da fabricação. O primeiro anúncio apareceu em São Paulo contendo a seguinte mensagem: "Sorvete - Todos os dias às 15:00 horas, na rua Direita, nº: 44.

1941 D.C - Durante a segunda guerra, sorvete era oferecido como prêmio para os soldados. A fabricação para civis foi reduzida com o intuito de economizar leite e açúcar.

1943 D.C - Nancy Johnson inventou um freezer a manivela ( seu design é até hoje utilizado). Sua invenção simplificou o processo de fabricação de sorvete. A partir deste momento, qualquer um poderia se aventurar na fabricação desta delícia gelada.

1990 D.C - Sorvete é Refrescante e Muito... (Revista Saúde é Vital - Editora Azul 1990 nº: 12.) Os Italianos(com toda a justiça) têm fama de sorveteiros incomparáveis e quase vinte séculos depois do incendiário Nero, que misturava neve dos Alpes com sucos de frutas e mel, vem da Itália uma utilização surpreendente para o sorvete. Veja como funciona o delicioso "remédio". Quando o excesso de acidez queima o estômago (que acaba com o bom humor de qualquer um), nada melhor do que uma taça de sorvete de creme para apagar o incêndio. Tem mais, o geladinho acalma espasmo e dores do aparelho digestivo. A descoberta é do Dr. Giacomo Ideo, médico chefe do departamento de clínica geral do Hospital de Como, Itália.

 

Gelatiere. Sabor e Qualidade desde 1975